Pensamentos de um ilhéu escritos de 2003 a 2010.
Segunda-feira, 8 de Novembro de 2004
Linhas do próximo GRA

Carlos César, Presidente do Governo Regional dos Açores, em entrevista à RTP-A traçou as linhas mestras para os próximos quatro anos.

Relativamente ao modelo económico afirmou ser preciso prosseguir com o investimento na modernização e sustentação do sector primário.

A par desta preocupação, salientou, importa continuar a apostar no turismo como grande motor de desenvolvimento da Região, reafirmou, ainda, a necessidade de reforçar a competitividade e a qualidade da produção do sector agro-alimentar, sobretudo dos lacticínios, direccionando-a para mercados específicos. Sobre esta matéria anunciou a intenção do seu futuro Executivo em transformar o Instituto Regional de Ordenamento Agrário numa sociedade anónima, permitindo-lhe, assim, uma gestão “mais dinâmica” para “acelerar o investimento no domínio agrícola.”

Especificamente sobre a área do turismo, Carlos César alertou para a necessidade de captar investimentos privados e aumentar a oferta em termos de infra-estruturas de acolhimento. Para tal, apontou a diversificação dos mercados turísticos como um dos grandes objectivos a prosseguir.

Quanto à reestruturação da orgânica do Governo, César confirmou a criação de dois novos cargos, a saber: um vice-presidente e “um cargo associado a projectos especiais que o Governo desenvolva e que tenham uma grande componente de relação interdepartamental”.

No que às secretarias diz respeito confirmou, igualmente, a separação das áreas da Agricultura e Pescas, ficando este último sector associado à Secretaria Regional do Ambiente.

O chefe do Executivo esclareceu, ainda, a passagem da Direcção Regional da Ciência e Tecnologia para a tutela da Secretaria Regional da Educação (até então inserida na Presidência do Governo), e da Direcção Regional da Cultura para a própria Presidência.

Alterações que, segundo frisou Carlos César, não modificarão, contudo, a configuração, em termos espaciais, destas várias dependências.

Sobre os principais desafios para a próxima legislatura no plano parlamentar, Carlos César elencou a revisão do Estatuto Político-Administrativo da Região e a reformulação do sistema eleitoral açoriano, cujos principais objectivos deverão ser o reforço da proporcionalidade e da representação de todas as ilhas.


publicado por Soares Carepa às 18:48
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
16
17
18

20
21
22
24
25

26
28
29
30


posts recentes

Despedida

Feliz 2011

Boas Festas

Estudo sobre barcos

Novos barcos

Hotéis e companhia

Orçamento Regional

Guerra na saúde regional

FMI

Orçamento 2011 da RA

Nato

SOS Cagarro

Atlanticoline 2010

Homens/mulheres

Açores na ONU

O acordo

Novo paradigma

AFH

SOS Cagarro 2010

O salvamento no Chile

arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
O meu Email
  • MartinsSoares
  • blogs SAPO
    subscrever feeds